Celso Mojola
Pesquisar no site: 

Publicado em: 25/09/2015

Quadros de uma Exposição

Visitei a mostra "Kandinsky - tudo começa num ponto" no Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo. Não havia muitas pessoas, foi tranquilo. Alguns detalhes, porém, prejudicaram um pouco uma apreciação melhor das obras.  
 
O próprio espaço não me pareceu adequado. O início é no 4o andar e segue-se descendo por escadas labirínticas, com estranhas setas indicativas que mais parecem uma "caça-ao-tesouro"!. A exposição apresenta poucas obras de Kandinsky. Há um grande número de trabalhos de pintores russos contemporâneos do grande mestre, divergindo sutilmente do tema (proposto pela curadoria) que sugere um perfil mais monográfico que panorâmico. O site do CCBB nada informa sobre o conteúdo do evento.  
 
Se ver Kandinsky junto a contemporâneos obscuros desvia o foco da mostra, por outro lado destaca a qualidade de sua criação. Há obras-primas verdadeiras, adequadamente iluminadas, que emocionam. Confirma-se um artista bastante musical, integrante do círculo de amigos de Schoenberg (que por sua vez era pintor). Nos quadros dessa exposição as semelhanças entre música e pintura ficam evidenciadas. Várias obras recebem títulos como COMPOSIÇÂO e IMPROVISAÇÂO e na experiência direta com as telas apreendemos como o caminho à abstração foi influenciado pela música.

.: Ver todos os comentários feitos por Celso Mojola :.


Copyright desde 2004 - Celso Mojola. Todos os direitos reservados.
Design by ON-LINE PLANETS